Estratégias de fresamento para faces e tarefas especiais

Atinja a maior qualidade possível da superfície rapidamente com uma programação CAM simples. As estratégias 5 eixos, como Usinagem de contorno, Fresamento de topo, Corte de aparas e Acabamento de compensação de formas permitem que os usuários do hyperMILL® resolvam com sucesso uma variedade de tarefas de fabricação.

Usinagem de contorno 5 eixos

Para efetuar operações de fresamento de canais, marcação, gravação, rebarba e chanframento. Com o contorno 5 eixos, a ferramenta é conduzida no lado de uma curva ou para o lado de uma curva com uma orientação fixa relativamente à superfície. Se necessário, essa estratégia permite ao usuário alterar manualmente a orientação da ferramenta para uma área completa ou específica.

Fresamento de topo 5 eixos

Na usinagem de superfícies grandes e ligeiramente arqueadas, o fresamento de topo reduz o tempo de corte utilizando um passo lateral maior entre percursos adjacentes. Os ângulos de inclinação da ferramenta adaptados automaticamente garantem uma elevada qualidade de superfície em superfícies côncavas. Graças a alimentações múltiplas e à detecção de brutos, ainda é possível utilizar essa estratégia para obter um desbaste 5 eixos bastante eficaz.

Corte de aparas 5 eixos

Na usinagem de superfícies arqueadas, o corte com eixo variável usina a superfície da peça com o flanco da ferramenta. Os passos laterais extensos entre percursos ou cortes de profundidade total reduzem o tempo de fresamento e melhoram a superfície da peça. As alimentações lateral e axial múltiplas tornam o corte com eixo variável também adequado para desbaste ou operações de acabamento e semiacabamento combinadas. As superfícies de fresamento e de parada e o rastreamento de brutos permitem uma otimização exata e simples das operações de usinagem.

Acabamento offset de forma 5 eixos

Fresas de topo toroidal podem ser mais produtivas se comparadas a fresas esféricas no acabamento de superfícies pouco curvadas. A ferramenta está sempre orientada ao longo dos normais das superfícies. Nessa estratégia, as superfícies curvas são usinadas com um offset consistente enquanto os percursos de fresamento seguem a superfície guia selecionada. Paredes laterais também podem ser usinadas com essa estratégia.